sábado, 8 de setembro de 2007

BROWNSEA - 100 anos depois (Continuação)

----------* Depois que todo o Reino Unido reconheceu a capacidade de liderança de Lord Baden-Powell, pela forma heróica como soube defender Mafeking de um cerco posto por forças inimigas tão esmagadoramente superiores, não só em número de guerreiros como no conhecimento que tinham do terreno, o Fundador foi promovido a Major General. Foi coroado pela auréloa da heroicidade, tanto pelos adultos como pelas crianças, logo que ele regressou a Inglaterra. Aqui verificou, com surpresa, que o seu manual AIDS TO SCOUTING (Ajudas à Exploração Militar), que havia sido escrito para os militares, se tornara bastante popular e estava a ser usado como compêndio nas escolas masculinas. Baden-Powell percebeu que isto era um desafio a que teria de responder, pois seria uma grande oportunidade para ajudar a juventude a encontrar um caminho.
Estava a germinar na cabeça de Lord BP a ideia do ESCUTISMO!
Se um livro com actividades de exploração para adultos exerceu tal atracção sobre os rapazes, sendo-lhes fonte de inspiração... outro livro, que fosse escrito especialmente para rapazes, certamente que viria a despertar muito mais interesse.
Foi então que reduziu a escrita toda a sua experiênia aduirida na Índia ou na África, entre Zulus ou outras tribos selvagens. Reuniu uma biblioteca especialmente escolhida e estudou tudo quanto respeitasse a métodos utilizados em todas as épocas para educar e treinar os rapazes, começando pelos jovens de Esparta, passando pelos antigos Bretões e pelos peles-vermelhas até chegar aos nossos dias. A ideia do Escutismo, que havia começado a germinar no espírito do Fundador, crescia a olhos vistos.. mas era necessário colocar em prática aquilo que vinha estudando sobre a metodologia a empregar.
É então que surge a ideia de levar os jovens para a Ilha de Brownsea, no Canal da Mancha, constituí-los nas Patrulhas Maçarico Real, Touro, Corvo e Lobo e realizar o 1º. Acampamento Escutista que o mundo presenciaria. Ao longo de 8 dias estabeleceu um programa diário de rotina de trabalho, como segue:
- 06H00 - Levantar e higiene pessoal; -Instrucção prática dos objectivos do dia; - Exercícios físicos; - Orações da manhã; - Arejar tendas e roupas:
- 08H00 - Pequeno almoço;
- 08H30 às 12H00 - Exercícios Escutistas de acordo com o programa do dia; - Banho;
- 13H00 às 14H15 - Descanso e silêncio total;
- 14H30 às 16H30 - Exercícios Escutistas de acordo com o programa do dia;
- 17H00 - Chá; - Jogos de campo; - Preparação para a noite;
- 20H00 - Jantar; - Fogo de conselho; - Orações da noite;
- 21H00 - Silêncio.
A experiência foi mais um êxito completo para Baden-Powell, que, no início de 1908, começou a publicar, em seis fascículos quinzenais, o seu manual de adestramento escutista "SCOUTING FOR BOYS" ou "Escutismo para Rapazes", cujo êxito editorial foi para além daquilo que BP esperaria, pois lançou um Movimento que veio a alastrar por todo o mundo.Assim que apareceu nas livrarias ou nas bancas de jornais, começaram logo a organizar-se as Patrulhas ou "Tropas Escutistas", não apenas em Inglaterra mas em muitos outros países. O Movimento cresceu de tal modo que, em 1910, Lorde BP compreendeu que o Escutismo seria a obra a que dedicaria o resto da sua vida. Teve a visão e a fé de reconhecer que podia fazer mais pelo seu País, preparando a nova geração para a boa cidadania, do que preparando um punhado de homens para uma futura guerra.Pediu então a dispensa do Exército, onde chegara a Tenente-General, e começou então a sua "segunda vida", como frequentemente dizia, uma vida de serviço ao mundo através do Escutismo.
Em 1912 Robert Baden-Powell fez uma viagem à volta do mundo, para contactar os Escuteiros de muitos outros paízes. Foi este o primeiro passo para fazer do Escutismo uma FRATERNIDADE MUNDIAL.
A Primeira Guerra Mundial interrompeu momentâneamente as actividades Escutistas no mundo, mas com o fim das hostilidades tudo recomeçou, e em 1920os Escuteiros de todo o mundo se reuniram em Londres para a 1ª. concentração internacional de Escuteiros: Foi o 1º. Jamboree Mundial. Na última noite deste Jamboree, a 16 de Agosto, Robert Stephenson Smyth Baden-Powell foi proclamado "Escuteiro Chefe Mundial", sob o aplauso de uma verdadeira multidão de rapazes.
O Escutismo continuou a crescer, de tal modo que, quando atingiu a "maioridade", que naquele tempo era aos 21 anos, havia no mundo mais de 2 milhões de membros.
Foi nessa ocasião que BP recebeu do Rei Jorge V a honra de ser elevado a Barão, sob o nome de Lord Baden-Powell of Gilwell. Mas, apesar deste título, BP continuou a ser, para todos os Escuteiros do mundo, e continuará a ser para sempre BP - o Escuteiro-Chefe Mundial. A memória do Fundador será eterna!
Quando lhe começaram a faltar as forças, depois dos 80 anos de idade, regressou à sua amada África, juntamente com sua Esposa, Lady Olave Baden-Powell, que foi sua entusiástica colaboradora em todos os seus esforços, e que era a Chefe Mundial das "Girl Guides" - as Guias - que foi outro Movimento também iniciado por BP, mas destinado às raparigas. BP e Lady Olave fixaram residência no Quénia, num local tranquilo e com uma paisaigem maravilhosa, com florestas com quilómetros de extensão, montanhas por fundo, com picos cobertos de neve...
...sendo aí que Baden-Powell veio a falecer, no dia 08 de Janeiro de 1941, quando lhe faltava pouco mais de um mês para completar os 84 anos de idade.

Sem comentários: