quarta-feira, 17 de setembro de 2008

D.NUNO ÁLVARES PEREIRA

Vida religiosa
Nos últimos anos da sua vida Nuno Álvares Pereira recolheu-se no Convento do Carmo, onde morreu.
Após a morte da sua mulher, tornou-se
carmelita (entrou na Ordem em 1423, no Convento do Carmo, que fundara como cumprimento de um voto). Toma então o nome de Frei Nuno de Santa Maria.
Aí permaneceu até ao dia da sua morte, ocorrida em 1 de Novembro de 1431, com a idade de 71 anos.
Durante o último ano de vida do Beato Nuno, el-Rei
D. João I fez-lhe uma visita no Convento Carmo. D. João considerou sempre ter sido D. Nuno Álvares Pereira o seu amigo mais próximo , aquele que o colocara no trono e lutara e salvara a independência de Portugal.
Quando do
Terramoto de 1755, o túmulo de Nuno Álvares Pereira foi destruído, juntamente com o Convento. No seu epitáfio podia ler-se: "Aqui jaz o famoso Nuno, o Condestável, fundador da Casa de Bragança, excelente general, beato monge, que durante a sua vida na terra tão ardentemente desejou o Reino dos Céus depois da morte, e mereceu a eterna companhia dos Santos. As suas honras terrenas foram incontáveis, mas voltou-lhes as costas. Foi um grande Príncipe, mas fez-se humilde monge. Fundou, construiu e dedicou esta igreja onde descansa o seu corpo."
À margem da história, conta-se, como apócrifa, que o Rei Dom João de Castela se teria deslocado ao Convento do Carmo, para se encontrar com Frei Nuno´de Santa Maria, o nosso D. Nun'Álvares, e lhe terá perguntado qual a posição que tomaria se Castela invadisse novamente Portugal. Então o Iirmão Nuno limitou-se a levantar o hábito, e mostrou, por baixo deste, a sua cota de malha, indicando assim toda a sua disponibilidade para servir o seu país sempre que necessário.
Beatificação e Canonização
D. Nuno Álvares Pereira foi
beatificado em 23 de Janeiro de 1918, pelo Papa Bento XV. O seu dia festivo é a 6 de Novembro. O processo de canonização, que havia sido iniciado em 1940, sendo interrompido posteriormente, foi reiniciado em 2004 e teve o seu termo anunciado para o ano de 2008.
Em espírito de acção de graças a Deus pelos dons que abundantemente concede à Sua Igreja, e com profunda alegria, informamos todos os escuteiros que, de acordo com uma notícia veiculada pela Agência Ecclesia, o patrono do Corpo Nacional de Escutas irá, finalmente, ser canonizado!
Como é do conhecimento geral, o processo de canonização de Beato Nuno de Santa Maria estava já em curso, faltando ultimar alguns aspectos próprios deste tipo de processo.
Assim, conforme foi divulgado, «Bento XVI abriu a 3 de Julho as portas à Canonização do Beato Nuno Álvares Pereira, ao autorizar a promulgação de dois decretos que reconhecem um milagre atribuído ao futuro Santo português e as suas virtudes heróicas».

Sem comentários: