terça-feira, 4 de outubro de 2011

DIA DE S. FRANCISCO DE ASSIS... DO LOBITO...

São Francisco, o "Poverello",  nasceu em Assis,  na Itália, entre 1181 e 1182 , sendo baptizado com o nome de Giovanni di Pietri, que  foi mudado pouco tempo depois para Francisco, pois seu pai,  Petri di Bernardone, que  era comerciante e viajava muito a França, resolveu mudar o nome do filho em homenagem ao local onde fazia bons negócios. Em 1198 estalou um conflito em Assis, entre a nobreza e os comerciantes. Os nobres refugiam-se  em Perusa, uma pequena cidade próxima de Assis, onde São Francisco foi preso durante  um ano,  até ao ano de 1204. Era em Perusa que também se encontrava a família de Santa Clara.
São Francisco   volta para Assis doente, começando aqui  uma conversão gradual, pois dedica-se  a distribuír esmolas e até oferece suas roupas aos pobres. Começa a ter visões e a desprezar o dinheiro e as coisas mundanas.Um dia encontra  um leproso, a quem  dá esmola e um beijo, tendo este acontecimento marcado tanto a sua vida que, dos muitos factos ocorridos durante a sua vida, este foi o que primeiro  entrou no seu Testamento, "pois o que antes era amargo se converteu em doçura da alma e do corpo".
Afirmou-se ainda mais a vocação de São Francisco quando, nas ruínas da da igreja de São Damião, recebeu do Crucificado o mandato para restaurar a Igreja. Obediente a tal mandato, São Francisco pôs-se logo a trabalhar. Reconstruiu três pequenas igrejas abandonadas: a de São Damião, a de Santa Maria dos Anjos e a de São Pedro.
O pai, sentindo-se envergonhado do novo género de vida adoptado por Francisco, queixou-se ao bispo de Assis da prodigalidade do filho e, diante do prelado, pediu a Francisco que lhe devolvesse o dinheiro gasto com os pobres.
A resposta foi a renúncia à vultosa herança: despindo-se ali mesmo das suas vestes, Francisco exclamou: "... doravante não direi mais pai Bernardone, mas Pai Nosso que estás no céu..."  E a partir desse momento começa a viver na pobreza  e dá inicio à Ordem Franciscana, com o crescimento do número de companheiros, que em 1209 já é de 12. Criou uma regra muito breve e singela, que o papa Inocêncio III aprovou em 1210, e cujas directrizes principais eram a  Pobreza e a Humildade. Surge assim a Fraternidade dos Irmãos Menores, a Primeira Ordem.
No Domingo de Ramos de 1212, uma  senhora nobre, chamada Clara de Favarone, foi procurar Francisco para abraçar a vida de pobreza. Alguns dias depois, Inês, sua irmã, segue-lhe o caminho. Surge então a Fraternidade das Pobres Damas, a Segunda Ordem. Os que eram casados ou que tinham  as suas ocupações no mundo e não podiam ser frades ou irmãs religiosas, mas pretendiam seguir os ideais de Francisco, não ficaram esquecidos: cerca do ano de 1220,
Francisco deu início à Ordem Terceira Secular, destinada a homens e mulheres, casados ou não, que continuavam nas suas actividades na sociedade,  mas viviam segundo o Evangelho.
A Ordem Francisca cresceu, com o passar dos anos. Em 1219 houve  grande expansão para a Alemanha, Hungria, Espanha, Marrocos e França e neste mesmo ano São Francisco foi em missão ao Oriente. Durante a sua ausência, houve vigários que modificaram algumas regras da Ordem, pelo que no mesmo ano de 1219 São Francisco se demitiu da direção da Ordem.
Com o crescimento da Ordem, quase 5.000 frades em 1221, uma nova regra foi escrita por São Francisco em 29 de Novembro de 1223, que foi aprovada pelo papa Honório. É a que vigora até aos dias de hoje.
Em 1224, no dia 17 de setembro,  São Francisco recebeu no seu próprio corpo  as Chagas de Jesus Crucificado.   Tal facto ocorreu no Monte Alverne, num dos eremitérios dos frades.
Os últimos escritos de São Francisco são datados de entre 1225 e 1226. De entre eles destacam-se o
Cântico das Criaturas e o Testamento. Nestes mesmos dois anos, São Francisco foi a vários lugares da Itália para tratar das suas vistas. Foi submetido a diversas cirurgias, mas morreu no dia  03 de Outubro de 1226, num dia de Sábado.
Morreu nú aquele que começou a sua vida de conversão nú,  na praça de Assis, diante do Bispo, do pai e dos amigos. Morreu ouvindo do Evangelho de S. João a narrativa da Páscoa do Senhor. Ele havia recebido os primeiros companheiros após ouvir o Evangelho do envio dos apóstolos. Foi sepultado no dia 04 de Outubro de 1226, Domingo, na Igreja de São Jorge, na cidade de Assis.
São Francisco de Assis foi canonizado em 1228 por Gregório IX e seu dia é comemorado em 04 de outubro.
Em 25 de maio de 1230 os ossos de São Francisco foram levados da Igreja de São Jorge para a nova Basílica construída para ele, a Basílica de São Francisco, hoje aos cuidados dos Frades Menores Conventuais

Sem comentários: